“Correr em volta do barco nada significa no sentido de assegurar o avanço através da água”.

Anônimo

A quarta etapa de mudança de consciência é o avanço, uma parte alegre!

Concebida na luta das etapas anteriores.

A pergunta “Por que não?”, substitui a antiga “Sim, mas….”

A sincronicidade traz novas ideias, experiências, pessoas, livros, novos sonhos para dentro de nossas vidas. O estado de espírito passa a ser exploratório à medida que o nosso desejo se altera. O cérebro direito, intuitivo, envia novas informações para fora, novos tipos de respostas para velhas perguntas.

Em pouco tempo começamos a compreender que o nosso mundo ficou maior!

Na etapa da resistência nós produzimos a pérola. No ciclo do despertar, nós a trazemos para a superfície!

Assim que pensamos “Não vou aguentar a tensão da resistência…” nem mais um minuto… quando estamos fartos … convencidos de que não há respostas… cansados da dualidade… quando estamos prontos para abrir mão de tudo… ou realmente abrimos mão de tudo… Uaaaauuuhhhhhhhhhh! Lá está a resposta, orientação, visão interior, a doce solução para o conflito que vinha nos consumindo!!!!

Alívio! Mágica! Alegria! Despertar!

Eis que o despertar chega de mansinho, sorrateiro, com a mesma leveza com que o amanhecer faz desaparecer a noite! Pode, também, explodir sobre nós, inesperadamente, como o sol de verão que atravessa as nuvens da tempestade!

Chega quando cedemos a força do “eu não sei…” e nos faz ver novas opções.

Mas se o período de resistência for muito longo, desconfie. A luz pode estar perto e não estamos vendo… pode ser um trem chegando!!!

O despertar chega porque o desejamos de maneira consciente. Vem do desejo verdadeiro de resolver um conflito ou de um desejo mais profundo, inconsciente, ou de ambos.

O fato é que não importa se chega de modo suave ou mais rápido, esta etapa nos leva para o nosso próximo nível de experiência.

O despertar nos faz olhar para o nosso relógio interior e reconhecer que estamos em cima da hora!

Quando investimos energia em alguma coisa, nós alimentamos isto! Então, quando tudo parece congestionado, sem saída, fora do nosso controle, o melhor a fazer é parar. Fazer uma pausa! A energia que alimenta a situação difícil é retirada. Sem “alimento” não há resistência. Quando afastamos a raiva, o medo, a negatividade que está unindo os dois lados da resistência, não há energia que possa mantê-la em atividade.

É daí que surge o despertar! Esse “afastamento” é um ótimo recurso para avaliarmos as cenas, com uma visão desapegada e macro.

Importante ressaltar que a não-resistência não é passividade, pois esta sugere falta de força. A não-resistência é forte. Significa que estamos escolhendo de forma consciente aquilo que desejamos fortalecer. É a ação sábia que avalia uma situação e conclui que nada se ganha em lutar contra ela.

Desta forma podemos aproveitar os nossos recursos internos para encarar a tal situação de frente. Podemos experimentar que todo o nosso senso de humor, a capacidade de análise e a nossa objetividade voltam a fluir.

E pode surgir a seguinte pergunta: “Se não podemos forçar o surgimento de um despertar e acelerar a viagem, então o que devemos fazer?”

A resposta à pergunta surge, quando comparamos o processo de plantio de sementes: é preciso preparar o solo, plantar as sementes, fertilizar, capinar… e temos de esperar o tempo certo da germinação, deixar que a natureza faça o resto!

Parte de nossa prontidão para o despertar consiste em confiar… no nosso plano de vida. Confiar é parte da lei de atração! A intuição nos diz que não devemos implorar, atropelar ou tentar manipular o universo, o convite é para nos mantermos descontraídos no lugar em que nele ocupamos.

Dicas para ajudar nesta etapa:

  1. Silêncio e introspecção
  2. Caminhadas silenciosas
  3. Montar quebra-cabeças
  4. Observar os sonhos, de maneira natural, escrever ou desenhar
  5. Contemplar a Natureza
  6. Praticar a confiança e a gratidão pela vida
  7. Ouvir a voz do coração – intuição

E…a próxima etapa vai chegar…. O Compromisso!!!

Até lá!!!!!

Pin It on Pinterest

Share This